Logotipo

A Hora dos Cristãos Leigos e das Cristãs Leigas

Dom João Francisco Salm (01/11/2017)

Ano Nacional do Laicato

Todos nós que nos encontramos com Jesus Cristo e que aderimos a Ele pelo Batismo – confirmados pela Crisma – recebemos também a graça de participar de “sua vida”. Isso nos torna testemunhas autênticas dessa “sua vida nova”, portadora de alegria contagiante. A “vida nova” de Jesus é a vida que Ele conquistou com a Ressurreição. “Sua ressurreição não é algo do passado; contém uma força de vida que penetrou o mundo. Onde parecia que tudo morreu, voltam a aparecer por todo lado os rebentos da ressurreição. É uma força sem igual” (EG, n. 276).

O documento de Aparecida chama os cristãos leigos e leigas de “discípulos missionários de Jesus Luz do Mundo” (n. 208). Tem-se constatado que neles cresce, muito rapidamente, a consciência de sua identidade e de sua missão na Igreja e na sociedade. “São homens e mulheres da Igreja no coração do mundo, e homens e mulheres do mundo no coração da Igreja” (P, n. 786). “Santificam-se de uma forma peculiar, na sua inserção nas realidades temporais, [...] no cotidiano, na vida familiar, profissional e social” (CNBB, n. 118). E “a santidade de vida torna a Igreja atraente e convincente, pois os santos movem e abalam o mundo” (Idem, n. 116).

A Igreja no Brasil decidiu celebrar o Ano Nacional do Laicato, com o tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do Reino”; e com o lema “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5,13-14). O início será na Solenidade de Cristo Rei, dia 26 de novembro, e se estenderá até o Dia de Cristo Rei no próximo ano; um ano para a oração, para agradecer, para estudar, refletir, discernir e tomar decisões em vista de termos cada vez mais leigos e leigas bem formados, convictos e conscientes daquilo que são e da missão que Cristo lhes deixou. Na Diocese de Tubarão a abertura será em cada Paróquia, na celebração da Solenidade de Cristo Rei.

As atividades relativas ao Ano do Laicato irão integrar o Projeto Diocesano de Santas Missões Populares. Entre essas atividades, um empenho especial em tornar conhecido o Documento 105 da CNBB através dos Subsídios dos Grupos de Família, na Aula Magna do início do ano letivo do Projeto Diocesano de Formação do Laicato, nos Meios de Comunicação Social, nas Escolas Paroquiais e em espaços específicos de formação das pastorais, movimentos, associações e organismos.

Uma atividade significativa será o levantamento dos trabalhos voluntários que se realizam em diferentes instituições, por pessoas, pelas pastorais sociais, movimentos e grupos, a fim de conhecer e dar visibilidade a esses trabalhos. Está prevista uma grande celebração do voluntariado para o dia 19 de agosto de 2018, às 15h. E, como fruto deste ano especial, desejamos que o Conselho de Cristãos Leigos e Leigas venha a ser uma realidade em nossa Diocese.

Alegremo-nos com esses e outros tantos sinais da presença de Deus entre nós, num mundo tão necessitado da Luz que é a Alegria do Evangelho.

MAIS ARTIGOS