• CNBB Sul 4 e Campanha da Fraternidade 2020 são homenageadas na ALESC

CNBB Sul 4 e Campanha da Fraternidade 2020 são homenageadas na ALESC

Tuesday, March 3, 2020

“Regional Sul 4 da CNBB: uma história de comunhão, fraternidade, vida, dom e compromisso” – Para celebrar os 50 anos de história da Igreja em território catarinense, organizada em regional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e o tema proposto pela Campanha da Fraternidade 2020, a Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), realizou na noite de ontem, 02 de março, uma Sessão Especial no plenário principal da casa legislativa. Proposta pelo deputado estadual padre Pedro Baldissera (PT/SC), a Sessão reuniu bispos, religiosos e religiosas, e cristãos leigos e leigas vindos das dez dioceses do estado.

Para o bispo de Caçador e presidente do Regional Sul 4 da CNBB, dom frei Severino Clasen, a homenagem oferecida pela ALESC é uma alerta para a importância eclesial e social da Igreja em Santa Catarina. “Ao sermos homenageados na Assembleia Legislativa, nos sentimos mais comprometidos na valorização da vida e da fé. Celebrar os 50 anos da Igreja CNBB/Regional Sul 4, é pisar num terreno fértil, onde a religião direcionou o povo catarinense desde seus primórdios”, destacou o bispo em pronunciamento durante a Sessão Especial.

Dom Severino lembrou também das pessoas que doaram a suas vidas na evangelização do povo catarinense. “Temos tantos cristãos leigos e leigas, diáconos, religiosos e religiosas, presbíteros e bispos que deram grande testemunho de vida cristã em nosso Regional nesses anos todos. Eles também nos tornam conscientes do nosso presente e da fé que estamos vivendo, assim como nos faz olhar para o futuro com esperança e reconhecer este momento como um limiar para um novo tempo da graça e da missão evangelizadora em Santa Catarina”, concluiu .

 

Campanha da Fraternidade 2020

A Campanha da Fraternidade é o modo com o qual a Igreja no Brasil vivencia o tempo litúrgico da Quaresma. Há mais de cinco décadas, ela anuncia a importância de não se separar conversão e serviço à sociedade e ao planeta. A cada ano, um tema é destacado, assim, a Campanha da Fraternidade já refletiu sobre realidades muito próximas dos brasileiros: família, políticas públicas, saúde, trabalho, educação, moradia e violência, entre outros enfoques.

Em 2020, a Campanha convida, por meio de seu texto-base, a olhar de modo mais atento e detalhado para a vida. Com o tema “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34), busca conscientizar, à luz da palavra de Deus, para o sentido da vida como dom e compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, casa comum.

O deputado padre Pedro Baldissera, proponente da Sessão, fazendo uso da palavra, agradeceu ao Regional Sul 4 da CNBB pela história e missão e convocou toda a Igreja, impulsionado pelo tema da Campanha da Fraternidade, a ser uma guardiã da vida e não da violência. “Não podemos pensar em um mundo fraterno defendendo, por exemplo, o armamento. Jesus Cristo e seus discípulos, para defender os mais pobres e a justiça, utilizou do amor ao próximo. A Campanha da Fraternidade 2020 é uma luz para os nossos tempos atuais. Defender a vida é um dom, um compromisso”, disse o padre.

Durante a Sessão Especial, a articuladora das Pastorais Sociais em Santa Catarina, Carla de Oliveira Guimarães, aprofundou com os participantes a temática da Campanha da Fraternidade 2020 e a realidade catarinense, evidenciando o aumento da desigualdade social, o desemprego, a violência e o feminicídio. “A temática proposta pela Campanha deste ano deseja nos alertar para as diversas situações da realidade social, mas além disso, nos chama a atenção sobre as nossas atitudes frente às essas problemáticas e nos alertar para a necessidade do cuidado”, declarou Carla Guimarães.

Carla destacou ainda que há décadas a Igreja vem realizando iniciativas proféticas em favor de tantas pessoas que sofrem com a desigualdade e injustiças. “Ano após ano a Campanha da Fraternidade nos propõe a reflexão de temas importantes que emergem em nossa sociedade e que assolam a vida de milhões de brasileiros. Já estudamos e rezamos a realidade das pessoas idosas, indígenas, pessoas com deficiência, juventude, nos debruçamos sobre questões urgentes como a moradia, o trabalho, a saúde e a segurança pública. Reafirmamos o nosso compromisso com a Casa Comum e nos dispomos a superar a violência por meio de ações transformadoras, que se sustentam na efetivação das políticas públicas e garantem vida para todas as pessoas”.

A articuladora encerrou sua fala lembrando que em contraponto a tanta indiferença, a Campanha da Fraternidade 2020 apresenta a parábola do Bom Samaritano (Lc 10, 20-37) como um referencial metodológico para as ações evangelizadoras que devem ser impulsionadas pela compaixão.

50 anos do Regional Sul 4 da CNBB – Criada em 2 de janeiro de 1970, a CNBB Regional Sul 4 é uma representação da CNBB em Santa Catarina. É composta por bispos das dez dioceses catarinenses — Chapecó, Joaçaba, Caçador, Rio do Sul, Blumenau, Joinville, Lages, Criciúma, Tubarão e a Arquidiocese de Florianópolis. Diversas Pastorais, Organismos e Movimentos estão integradas ao Regional.

O Regional Sul 4 é responsável pela organização e motivação dos trabalhos pastorais da Igreja em solo catarinense. Sendo um espaço de colegialidade e sinodalidade, a instituição atua em diversos âmbitos eclesiais e sociais.

Para celebrar os jubileu de 50 anos de vida e missão do Regional Sul 4 da CNBB, a ALESC homenageou com placas e certificados pessoas que fizeram e ainda fazem da Ação Evangelizadora da Igreja em Santa Catarina um terreno fértil da iniciação e da vivência da vida cristã. Abaixo seguem os nomes dos homenageados:

- CNBB Regional Sul 4 pelos 50 anos de fundação, marcada pelo profetismo, anúncio e defesa da vida, semente do Reino de Deus em solo catarinense.
- Frei Armindo Festa pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretário.
- Padre Elias Della Giustina pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretário.
- Moacir Heerdt pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretário.
- Irmã Zélia Wittmann pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretária, sendo a única mulher a ocupar essa função.
- Marciel Evangelista Catâneo pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretário.
- Padre Domingos Dorigon pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretário.
- Padre Francisco de Assis Wloch pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de subsecretário.
- Ademir Freitas pelos serviços prestados à CNBB Regional Sul 4 na função de secretário-executivo.
- Padre Vitor Galdino Feller pela dedicação e assessoria pastoral prestadas à CNBB Regional Sul 4.
- Padre Agenor Brighenti pela dedicação e assessoria pastoral prestadas à CNBB Regional Sul 4.
- Dom José Jovêncio Balestieri, representando todos os bispos e arcebispos que presidiram a CNBB Regional Sul 4.
- Neuza Mafra, representando a Comissão Pastoral para o Laicato.
- Irmã Marlene Bertoldi, pelos anos dedicados aos trabalhos de coordenação na animação bíblico-catequético na Igreja em Santa Catarina.
- Uilian Pizzoloto Dalpiaz, representando a Comissão Pastoral para a Juventude.
- Padre Vanio dos Santos, representando a Comissão Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada.
- Loiri Miorelli, representando a Comissão Pastoral para a Ação Sociotransformadora.
- Karla Santos Colombi, representando a Comissão Pastoral para a Liturgia.
- Maria Della Giustina, representando a Comissão Pastoral para a Cultura e Educação.
- Pastor Inácio Lemke, representando a Comissão Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso.
- Lindamir de Lima pelos mais de 40 anos de trabalho junto ao Regional Sul 4.
- Maria de Lourdes Pereira pelos mais de 30 anos de trabalho junto ao Regional Sul 4.
- Luiz Stolf e Kathia Stolf, representando a Comissão Pastoral para Vida e Família.
- Zenaide Busanello, representando a Comissão Pastoral para a Ação Missionária e a Cooperação Intereclesial.
- Inez Lourdes Brunetta da Diocese de Caçador, pela dedicação e assessoria pastoral prestados a CNBB Regional Sul 4.
- Padre Raul Kestering da Diocese de Blumenau, pela dedicação e trabalhos pastorais prestados à CNBB Regional Sul 4.
- Padre Ildo Ghizoni da Diocese de Lages, pela dedicação e trabalhos pastorais prestados à CNBB Regional Sul 4.
- Padre Alírio Vicenzi da Diocese de Rio do Sul, pela dedicação e aos trabalhos pastorais prestados à CNBB Regional Sul 4.
- Dom Osório Bebber, bispo emérito da Diocese de Joaçaba, pela dedicação e aos trabalhos pastorais prestados à CNBB Regional Sul 4.
- Olga Teresinha de Oliveira, representando a Comissão Pastoral para a Comunicação.
- Maria Terezinha de Campos, representando a Comissão Pastoral para a Comunicação.

Confira os melhores momentos na Galeria de Fotos.

 

Padre Pedro Baldissera e os dez bispos de Santa Catarina. Foto: Fabíola Goulart.

 

Fonte e link: Divulgação/CNBBSul4
Fotos: Divulgação/Eduardo Schmitz

Mais Sugestões
Músicas Litúrgicas - CNBBSul4
Santas Missões Populares
Missas on-line na Rádio Tubá
Logotipo Diocese Tubarão

- Diocese Tubarão -
Rua Senador Richard, 90 | Centro
88.701-220 | Tubarão | SC
portaldiocesetb@gmail.com
(48) 3622-1504

- Expediente -
08h às 12h | 13h30 às 18h
(Segunda à sexta-feira)
08h às 11h
(Sábado)

© 2019 Copyright Diocese Tubarão - Todos os direitos reservados

© 2019 Copyright Diocese Tubarão
Todos os direitos reservados
KleinCode | paxweb.com.br