Logotipo Diocese de Tubarão

Paróquia da Catedral

Dados históricos

Padroeira: Nossa Senhora da Piedade
Fundação: 1836

A história católica de Tubarão se liga à de Laguna, fundada em 1684. Laguna rumou para o sul, fundando povoados até Viamão. Tubarão começa a ter vida própria no início do século XIX. A figura central da história de Tubarão é a do seu fundador, João Teixeira Nunes que, na data de 20.06.1829, doa à N. Senhora da Piedade uma área de 80 braças em quadro, na zona do morro da Capela onde já havia sido construída uma pequena ermida, presumivelmente onde hoje passa a rua Conselheiro Mafra.

No dia 07.05.1836, foi criada a Freguesia de Tubarão por lei provincial n° 32. A confirmação da Cúria de São Sebastião do Rio de Janeiro ocorreu em 27.03.1837.Eram vigários de La-guna, com encargos sobre a Freguesia de Tubarão.

Tem-se como certo que o primeiro vigário de Tubarão tenha sido o Pe. Jacinto de São Joaquim, pois em 15.03.1837 apõe sua assinatura no livro de batizados. Apenas em 1875 chega o Pe. Cipriano Buonocuore, que paroquiou até 1891.

O ano de 1891 marca a vinda de quem será famoso na história católica de Santa Catarina: Pe. Francisco Topp, que seguia a rota dos imigrantes alemães. Pe. Topp chega a Tubarão, com algumas irmãs da Divina Providência, fundadoras do Colégio São José, casa benemérita de ensino e cultura nos primórdios de Tubarão até a data de hoje. Pe. Topp foi substituído, em 1898, Pe. Bernardo Freise, que entre tantos méritos, constrói o Hospital Nossa Senhora da Conceição.

Em 1901 o Pe. Freise é substituído pelo Pe. Francisco Giesbert, que vem a ser substituído, em 1911, pelo Pe. José Bertero. Em 1913, Pe. Henrique Lindgens, SCJ, toma posse e se demora até 1917. Foi substituído por Pe. Sebastião Souza Couto. De 1919 até a fundação da Diocese em 1955, a paróquia de Tubarão foi atendida pelos padres dehonistas do Sagrado Coração de Jesus.

O primeiro cura da Catedral, assim que criada a diocese de Tubarão, foi Mons. Bernardo Peters, coadjuvado por dois jovens sacerdotes: Raimundo Ghizoni e Urbano Mendes. Mons. Bernardo Peters governou a Catedral de 18.09.55 a 05.01.64. Foi substituído pelo Pe. Raimundo Ghizoni. Seus sucessores foram Pe, Pedro De Biasi, Pe. Elias Della Giustina e Pe. Anselmo Buss.

A atual catedral, em substituição à antiga, teve a construção iniciada em 15.08.65, projetada pelo arquiteto italiano, Carlo Barontini. Foi inaugurada em 04.12.71. Antes disso, a velha Catedral, que por mais de cem anos serviu a cidade, tombou em 1970, após a última missa oficiada nela no dia 15 de agosto e a transladação da imagem de Nossa Senhora da Piedade para a nova catedral. Mais de 5.000 pessoas acompanharam esse ato.

A primeira missa celebrada na cripta da nova catedral foi no dia 14 de maio de 1967, dia das mães, com mais de 4.000 pessoas presentes no ambiente e nas cercanias. Oficiante: Mons. Bernardo Peters, Vigário Geral da Diocese. E na catedral propriamente dita (parte superior), a primeira missa foi, um ano depois, no dia 12 de maio de 1968. Oficiante: Dom Anselmo Pietrulla, Bispo da Diocese. Dirigente das cerimônias: Pe. Raimundo Ghizoni.

O ato solene e histórico de inauguração da nova catedral foi no dia 05 de dezembro de 1971. A torre, ao lado, é posterior. Conhecida como "Torre da Gratidão", é um monumento em homenagem às pessoas que contribuíram com a reconstrução da cidade após a grande enchente de 1974.

Logotipo

- Cúria Diocesana -
Rua Senador Richard 90 | Cx. Postal 341
88701-220 | Tubarão - SC
pastoral@diocesetb.org.br
(48) 3622-1504

- Expediente -
08h às 12h | 13h30 às 18h
(Segunda às sexta-feira)
08h às 11h
(Sábado)

© 2019 Copyright Diocese Tubarão - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento KleinCode | paxweb.com.br

© 2019 Copyright Diocese Tubarão
Todos os direitos reservados
KleinCode | paxweb.com.br